29.12.04

ALGUMAS PERGUNTAS


maremoto Posted by Hello



1 – É ou não verdade que actualmente existem em algumas partes do mundo sistemas de alerta preventivos de maremotos?

2 – É ou não verdade que, entre o fenómeno inicial que, dá origem ao maremoto e o próprio, existe um tempo que pode ser aproveitado para fazer deslocar populações para locais mais seguros?

3 – É ou não verdade que no caso do último maremoto esse intervalo de tempo existiu e poderia ter sido aproveitado para salvar pessoas?

A natureza é pródiga em ajustes no seu desenvolvimento sem ter em consideração a segurança de situações por nós criadas e quantas vezes mal. Mas... se as três perguntas tiverem um sim! como resposta então:


- O que falhou?
- Quem falhou?
- Existem responsáveis?
- Quem são?



28.12.04

COMENTÁRIOS


comentários Posted by Hello

A todos os leitores deste blog aconselho a leitura dos comentários até agora feitos.
De facto é gratificante verificar o interesse que alguns artigos despertam nos leitores
bem como a generosidade que alguns dispensam com suas ideias expressas.

VALE A PENA!

Obrigado a todos.

26.12.04

COMENTÁRIO AO ARTIGO ANTERIOR

Não pude deixar de trazer à folha de rosto desta página o primeiro comentário ao artigo anterior. De facto é um comentário incisivo de grande lucidez e capaz só por si de por um ponto final a esta questão.

Ora leiam:


Há um único problema, uma única questão, da qual derivam todas as outras: o homem existe ou não? O satanismo não apenas acredita que o homem existe, como o exalta.A minha resposta é completamente diferente: só Deus existe. Assim, NÃO É O HOMEM QUE É DEUS,como pretendem os satanistas, mas, DEUS É O SER QUE SE CHAMA A SI MESMO "HOMEM".O homem nunca existiu.Esta descoberta elimina defintivamente o Ego e todas as pretensões a exaltá-lo.

Anónimo

25.12.04

DECLARAÇÕES SATÂNICAS

Estou em querer que a maior parte das pessoas não tinham conhecimento do que se segue com o titulo “DECLARAÇÕES SATÂNICAS”.Eu próprio fiquei impressionado com o conteúdo deste documento....que , a ser verdade poderá “revolucionar” todos os conceitos até aqui apreendidos sobre a figura de satanás, bem como a importância da sua “existência” num sentido diferenciado do que até aqui foi aceite. No entanto vou pensar neste assunto com seriedade e tentar perceber se o mesmo tal como está escrito tem alguma credibilidade intelectual ou outra que de momento me escapa....embora comece a nascer umas ideias que até então não me tinha apercebido; mas leiam por favor e tentemos todos fazer algum exercício de compreensão sobre o que se segue:


Posted by Hello

AS DECLARAÇÕES SATÂNICAS


O Satanismo não tem nada a ver com o sacrifício humano, molestar animais ou crianças, queimar igrejas, violar cemitérios, participar de orgias sexuais, pactos com o diabo e outras ideias idiotas, é sim, uma religião de poder individual buscando o engrandecimento do Eu (não do ego), em que o ser humano, para além de ser um animal, como todos os outros, procura realizar a sua condição de Deus. Portanto, se você é alguém que se auto domina de satanista e pratica estes actos, mude os seus actos. Satanismo não é moral, mas é ético, mesmo discordando de muitas leis, nós as respeitamos.O Satanista não tenta converter ninguém, nem ser convertido. Este mandamento é comum ao Cristianismo, Judaísmo, Islamismo, e Satanismo.O Satanista é contra adorar deuses, demónios ou pessoas. O satanista é o seu próprio Deus. As imagens de Satanás, Lúcifer, etc., que se usa nos rituais, servem apenas para expressar o "lado negro" da natureza humana. O Satanista trabalha com factos científicos.A contestação satânica é feita sem violência, o que não significa, por vezes termos de "mostrar a outra face", quando somos agredidos, a sobrevivência e a defesa são direitos naturais do homem. A violência gratuita é sempre repudiada.O Satanista é contra qualquer tipo de mentira, falsidade, hipocrisia e futilidade, pois impedem o crescimento e a realização do ser humano. Do mesmo modo, é contra qualquer consumo de drogas, pois só servem para destruir o ser humano.O Satanista é contra qualquer forma de discriminação, seja de raça, cor, preferência sexual ou crença. O único parâmetro para discriminar alguém é a estupidez, o maior pecado satânico.O Satanista é a favor da liberdade de pensamento.

O QUE REPRESENTA:

Satanás representa indulgência em vez de abstinência.
Satanás representa uma existência vital, em vez de sonhos espirituais, ilusões.
Satanás representa sabedoria pura, em vez de auto-ilusão hipócrita.
Satanás representa bondade para quem a merece, em vez de amor desperdiçado aos ingratos.
Satanás representa vingança em vez de violência gratuita.
Satanás representa responsabilidade para o responsável em vez de se ligar a vampiros espirituais.
Satanás representa o homem simplesmente como um outro animal, muitas vezes melhor, mas outras vezes pior do que aqueles que caminham de quatro, devido à sua espiritualidade divina e ao seu progresso intelectual que se tornou o mais cruel de todos.
Satanás representa todos os chamados pecados que se direccionam para uma gratificação física, mental e emocional.
Satanás tornou-se o melhor amigo que a igreja já teve, pois ele cuidou dos seus negócios por todos estes séculos.

CONCLUINDO:

O satanista celebra a vida com alegria, e vive em busca de maior conhecimento e poder, e saí sempre vencedor, até mesmo em situações de fracasso aparente, ele sabe usar a sua pouca sorte para conseguir uma vitória ainda maior. Não perde tempo na esperança de ver os seus sonhos serem concretizados em futuros incertos, aproveitando o máximo da vida com responsabilidade.


(A figura aqui colocada acompanhava este texto)

24.12.04

ESPREITA - VERDADES DITAS


....espreita... Posted by Hello

É incompreensível que Deus exista, mas é incompreensível que Deus não exista.
(Autor desconhecido)

Se quiseres, confia na pata do coelho: mas lembra-te de que ela não deu sorte nem sequer ao coelho.
(R. E. Shay)

Reza, mas não deixes de remar para a margem.
(Provérbio russo)

Cada criatura, ao nascer, traz-nos a mensagem de que Deus ainda não perdeu a esperança nos homens.
(Rabindranath Tagore, dramaturgo, poeta e filósofo indiano)

O homem está sempre disposto a negar aquilo que não compreende.
(Luigi Pirandello)

Muito débil é a razão se não chega a entender que há muitas coisas que a ultrapassam.
(Blaise Pascal)

Um livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive.
(Padre António Vieira)

Um homem que nunca muda de opinião, em vez de demonstrar a qualidade da sua opinião demonstra a pouca qualidade da sua mente.
(Marcel Achard)


UM BOM NATAL Posted by Hello

12.12.04

AFINAL....

Afinal não escrevi um poema. Li este e fiquei menos cinzento.
poeta menor...agente ouve cada coisa.....


Tenho uma grande constipação,
E toda a gente sabe como as grandes constipações
Alteram todo o sistema do universo,
Zangam-nos contra a vida,
E fazem espirrar até à metafísica.
Tenho o dia perdido cheio de me assoar.
Dói-me a cabeça indistintamente.
Triste condição para um poeta menor!
Hoje sou verdadeiramente um poeta menor.
O que fui outrora foi um desejo; partiu-se.

Adeus para sempre, rainha das fadas!
As tuas asas eram de sol, e eu cá vou andando.
Não estarei bem se não me deitar na cama.
Nunca estive bem senão deitando-me no universo.
Excusez un peu... Que grande constipação física!
Preciso de verdade e da aspirina.


Álvaro de Campos, Poemas

ENFIM....

Hoje estou cinzento como o dia...mas...o cinzento também faz parte da vida.
Tentei pensar com alegria no Natal que se avizinha...mas...não senti... alguma solidão por aqui... talvez seja isso... talvez escreva um poema...veremos....

"A DIVINA COMÉDIA" de Dante Alighieri

Agradeço daqui, publicamente, a Adriane Setefanichen o envio diário da obra de Dante
“A Divina Comédia”.
É um acto de cultura e de amizade.
Muito obrigada

Vdff50

11.12.04

ALGUMAS NOTAS SOBRE O BUDISMO


SERENIDADE E AGILIDADE Posted by Hello


O Budismo é uma filosofia de vida baseada integralmente nos profundos ensinamentos do Buda para todos os seres, que revela a verdadeira face da vida e do universo.

Buda não pretendia converter as pessoas, mas iluminá-las. É uma religião de sabedoria, onde conhecimento e inteligência predominam. O Budismo trouxe paz interior, felicidade e harmonia a milhões de pessoas durante sua longa história de mais de 2.500 anos.

O Budismo é uma religião prática, devotada a condicionar a mente inserida em seu quotidiano, de maneira a leva-la à paz, serenidade, alegria, sabedoria e liberdade perfeitas. Por ser uma maneira de viver da qual se extrai os mais altos benefícios da vida, é com alguma frequencia chamado de "Budismo Humanista".

O Budismo foi fundado na Índia, no séc. VI a.C., pelo Buda Shakyamuni. O Buda Shakyamuni nasceu ao norte da Índia (actualmente Nepal) como um rico príncipe chamado Sidarta.

Pouco antes dos 30 anos de idade, teve quatro visões que alteraram radicalmente a sua vida.

- o sofrimento devido ao envelhecimento
- doenças
- morte
- um eremita com uma face serena

As três primeiras revelaram-lhe a natureza inexorável da vida bem como as aflições universais da humanidade.

A quarta mostrou-lhe o meio de alcançar a paz.

Compreendendo a insignificância dos prazeres sensuais, ele deixou sua família e toda sua fortuna em busca de verdade e paz eterna. Sua busca pela paz era mais por compaixão pelo sofrimento alheio do que pelo seu próprio, já que não tinha tido tal experiência. Ele não abandonou sua vida mundana na velhice, mas no alvorecer de sua maturidade; não na pobreza, mas em plena fartura.

Ao longo de seis anos de total ascetismo, ele compreendeu que se deveria praticar o "Caminho do Meio", evitando o extremo da auto-mortificação, que só enfraquece o intelecto, e o extremo da auto-indulgência, que retarda o progresso moral. Aos 35 anos de idade (aproximadamente 525 a.C.), sentado sob uma árvore Bodhi, de repente, experimentou extraordinária sabedoria, compreendendo a verdade suprema do universo e alcançando profunda visão dos caminhos da vida humana. Os budistas chamam essa compreensão de "iluminação".

A partir de então, ele passou a ser chamado de Buda Shakyamuni (Shakyamuni significa "Sábio do clã dos Shakya"). A palavra Buda pode ser traduzida por: "aquele que é plenamente desperto e iluminado".

VDFF50
(Pesquisa efectuada em vários sites da internet)


O HOMEM E A MULHER


FIGURAS Posted by Hello

homem é a mais elevada das criaturas;
A mulher é o mais sublime dos ideais.
O homem é o cérebro;
A mulher é o coração.
O cérebro fabrica a luz;
O coração, o AMOR.
A luz fecunda, o amor ressuscita.
O homem é forte pela razão;
A mulher é invencível pelas lágrimas.
A razão convence, as lágrimas comovem.
O homem é capaz de todos os heroísmos;
A mulher, de todos os martírios.
O heroísmo enobrece, o martírio sublima.
O homem é um código;
A mulher é um evangelho.
O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.
O homem é um templo; a mulher é o sacrário.
Ante o templo nos descobrimos;
Ante o sacrário nos ajoelhamos.
O homem pensa; a mulher sonha.
Pensar é ter , no crânio, uma larva;
Sonhar é ter , na fronte, uma auréola.
O homem é um oceano; a mulher é um lago.
O oceano tem a pérola que adorna;
O lago, a poesia que deslumbra.
O homem é a águia que voa;
A mulher é o rouxinol que canta.
Voar é dominar o espaço;
Cantar é conquistar a alma.Enfim,
o homem está colocado onde termina a terra;
A mulher, onde começa o céu.
VITOR HUGO


A LUZ NAS TREVAS


A LUZ NA SOMBRA Posted by Hello

Caminha placidamente entre o ruído e a pressa. Lembra-te de que a paz pode residir no silêncio.
Sem renunciares a ti mesmo, esforça-te por seres amigo de todos.

Diz a tua verdade quietamente, claramente.

Escuta os outros, ainda que sejam torpes e ignorantes; cada um deles tem também uma vida que contar.

Evita os ruidosos e os agressivos, porque eles denigrem o espírito.

Se te comparares com os outros, podes converter-te num homem vão e amargurado: sempre haverá perto de ti alguém melhor ou pior do que tu.

Alegra-te tanto com as tuas realizações como com os teus projectos.

Ama o teu trabalho, mesmo que ele seja humilde; pois é o tesouro da tua vida.

Sê prudente nos teus negócios, porque no mundo abundam pessoas sem escrúpulos.

Mas que esta convicção não te impeça de reconhecer a virtude; há muitas pessoas que lutam por ideais formosos e, em toda a parte, a vida está cheia de heroísmo.

Sê tu mesmo. Sobretudo, não pretendas dissimular as tuas inclinações. Não sejas cínico no amor, porque quando aparecem a aridez e o desencanto no rosto, isso converte-se em algo tão perene como a erva.

Aceita com serenidade o cortejo dos anos, e renuncia sem reservas aos dons da juventude.

Fortalece o teu espírito, para que não te destruam desgraças inesperadas.

Mas não inventes falsos infortúnios.

Muitas vezes o medo é resultado da fadiga e da solidão.

Sem esqueceres uma justa disciplina, sê benigno para ti mesmo.

Não és mais do que uma criatura no universo, mas não és menos que as árvores ou as estrelas: tens direito a estar aqui.

Vive em paz com Deus, seja como for que O imagines; entre os teus trabalhos e aspirações, mantém-te em paz com a tua alma, apesar da ruidosa confusão da vida.

Apesar das tuas falsidades, das tuas lutas penosas e dos sonhos arruinados, a Terra continua a ser bela.

Sê cuidadoso.

Luta por seres feliz.

(Inscrição datada do ano de 1692. Foi encontrada numa sepultura, na velha igreja de S. Paulo de Baltimore )

ANTES E DEPOIS


CRISTO Posted by Hello

Na Bíblia lemos que Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida. Sem dúvida que para nós, cristãos, os relatos da vida de Jesus que a Bíblia contém são a mais importante fonte de fé e de orientações para o nosso quotidiano. Mas então não será injusto que nós, e aqueles que viveram estes últimos 2000 anos, possamos ter acesso a esse "guia" fabuloso que são os relatos da vida de Jesus, e as pessoas que viviam há 3000 anos ou 5000 não o tenham tido? Como podiam eles seguir os desígnios de Deus, se não tinha vindo à Terra o Caminho, a Verdade e a Vida??

Encontrei esta questão num local da Internet....interessante questão!Aparentemente seria lícita a pergunta...se o entendimento que fazemos da palavra de Cristo fosse pessoal, isto é, Jesus O Cristo a falar de sua “pessoa”, mas não parece que assim seja... “EU sou o caminho, a Verdade e a Vida” deve ser entendida para além da “pessoa”.

O caminho a verdade e a vida EU sou! Sempre existi desde antes que o tempo fosse...! (PAI dá-me a glória que eu tinha antes que o tempo fosse.)

A forma humana de Cristo só existiu para que a humanidade se identifica-se materialmente com ela.

Tudo que Cristo disse ou fez enquanto forma já acontecia muito antes, ou mesmo desde sempre.

Na verdade Cristo também disse “Tudo o que faço, não sou eu que faço, mas o PAI através de mim”.

Daqui se deduz que o autor legitimo dos extraordinários acontecimentos que são atribuídos a Cristo foram executados pelo PAI.

Não parece portanto, que O PAI antes da existência formal de Cristo, estivesse impedido de executar fosse o que fosse por esse facto.

Tenhamos portanto consciência que nunca estivemos sós.

Nem antes nem depois da existência de Jesus O Cristo.

VDFF50

10.12.04

OS TRÊS PASSOS PARA TUDO O QUE QUER SER, FAZER OU TER

O processo criativo é, conceptualmente, muito simples. Consiste apenas de três passos:


Passo 1 (é da sua conta): Você pede.
Passo 2 (não é da sua conta): A resposta é dada.
Passo 3 (é da sua conta): A resposta, que foi dada, tem que ser recebida ou permitida (você tem que deixá-la entrar, fazê-la sua)

Se você deseja ficar curado, mas o que sente é o medo da doença, não há sintonia vibratória entre o seu desejo e as vibrações do seu Ser (aquilo que você sente). Você só pode ficar curado, quando se sente curado. A emoção que você sente é que lhe indica se está a permitir a realização do seu desejo ou não. É o seu sistema de direcção. Muitas vezes – mesmo quando você acredita que está a pensar naquilo que deseja você está na verdade a pensar exactamente no oposto do que deseja. Por outras palavras, “Eu quero ficar curado = Eu não quero estar doente”. A vibração predominante é “Eu não quero estar doente” = “Eu estou doente”, porque há um poderoso sentimento ligado a este pensamento, que lhe dá uma carga vibratória muito grande: o medo. E, assim, é esta a vibração que você emite, a qual está completamente fora de sintonia com a vibração que corresponde à saúde. E, por isso, você não recebe o que deseja. “Eu quero ter segurança financeira” = “Eu não quero ter falta de dinheiro”. “Eu quero ter uma relação afectiva perfeita” = “Eu não quero ficar sozinho”.

Aquilo que você pensa e aquilo que obtém é sempre uma perfeita sintonia vibratória. “Procura, primeiro, o Reino de Deus – que está dentro de ti – e a sua justiça, e tudo o mais te será dado por acréscimo”. A justiça do Reino de Deus é esta correspondência perfeita entre as vibrações que emite e o que recebe.

Por exemplo, o seu automóvel está a ficar velho e começa a necessitar de reparações frequentes… e, quando você começa a notar o seu aspecto envelhecido, começa a desejar um carro novo. No momento em que você começa a sentir muito aquela sensação de confiança e alegria que imaginar um carro novo desperta, nesse momento, emanou de si um foguetão de desejo, que é recebido pela Energia Original (o seu desejo também é uma energia) e que é total e imediatamente respondido em correspondência com a vibração que você emanou. A resposta da Energia Original é sempre de acordo com a vibração que você emite.

Mas, porque você não está consciente das Leis do Universo e dos 3 Passos do Processo de Criação, aquele sentimento fresco e eufórico é de pouca duração para si. Assim, em vez de voltar imediatamente a sua atenção para o seu novo desejo e continuar a alimentar a ideia e a sensação deste maravilhoso automóvel novo, - alcançando, dessa maneira, uma harmonia, uma sintonia vibratória com a sua nova ideia – em vez disso, você olha para trás (como a mulher de Lot) pondo a sua atenção no automóvel que você possui actualmente (julgando pelas aparências) e pondera as razões pelas quais deseja um novo carro. Isto é, você volta a admitir o velho na sua consciência, mantendo-o realidade para si. “Este carro velho já não me agrada”, conclui você, sem realizar que, ao olhar para o carro desagradável, está a sintonizar as suas vibrações com ele e não com o carro novo que você deseja. “Eu preciso mesmo de um carro novo”, explica você, apontando para as amolgadelas, para os pneus gastos e para os estofos rotos.

Com cada afirmação da necessidade e da justificação de um carro novo, você, sem dar por isso, reforça a vibração da sua actual situação desagradável e, ao fazer isso, continua a manter-se fora do alinhamento vibratório com o seu novo desejo e fora, portanto, do modo de recepção daquilo que pede.

Enquanto você estiver mais consciente daquilo que NÃO QUER, relativamente a uma dada situação, aquilo que você quer não pode chegar a si. Por outras palavras, se você pensa predominantemente no seu belo carro novo, então, ele está a ser atraído para si; mas se você pensa sobretudo no seu velho carro actual, o seu carro novo não pode chegar a si.

de um grande amigo

HABRAAM


E PELOS ESPAÇOS VAZIOS... Posted by Hello


ABREM-SE PORTAS E JANELAS Posted by Hello

A UTILIDADE E A POSSE

Trinta raios convergem
No círculo de uma roda;
E pelo espaço que há entre eles
Origina-se a utilidade da roda.

A argila é trabalhada
Na forma de vasos;
E no vazio
Origina-se a utilidade dos vasos.

Abrem-se portas e janelas
Nas paredes da casa;
E pelos vazios
É que podemos utilizá-la.
Assim, da não existência
Vem a utilidade;
E da existência
A posse.

Lao-Tse

O QUE É DEUS


LUZES DO OCULTO Posted by Hello

O que é Deus?É o Ser Absoluto, Eterno, Incriado e, em Si Mesmo, Infinito e Incondicionado. É Aquele que, por Ser, permite que todas as coisas sejam. É a Causa de todas as Causas, a Essência de todas as existências.Dele, ciclicamente, promana um raio (um fragmento da sua inesgotável e perpétua Essência) que dá origem a todos os Universos em manifestação; é Ele que lhes dá o Ser, é Ele a Fonte de onde brotam e aonde, por fim, retornam; é o seu ponto absolutamente sintético, irradiante e reabsorvente, porém, ainda assim, permanece além deles como incessante movimento (que, entretanto, é eterna e inalterável quietude).Como Logos ou Verbo encarnado, é o Poder que sustém os mundos, o Amor que os justifica e a Inteligência que contém o Plano pelo qual se constroiem e evoluem, em cadência cíclica; é a Vida e a Substância de tudo quanto existe (o Pai e a Mãe Universais); é a Ordem, o Equilíbrio e a Lei de todos os pequenos e grandes Cosmos; é o garante da consumação evolutiva de todas as unidades de vida, nas quais está imanente e que, por isso mesmo, inapelavelmente retornarão à Casa Eterna de toda a Alegria e de toda a Paz; é o amoroso, o sublime Sacrifício: Ele está crucificado no Universo inteiro, em todas as criaturas, até que tudo seja redimido e todas as partes vivenciem e expressem a Glória do Uno.

Autor: Centro Lusitano de Unificação Cultural
Fonte: in "Luzes do Oculto"

9.12.04

A FERA

«A vida é o mal. A expressão última da vida terrestre é a vida humana, e a vida dos homens cifra-se numa batalha inexorável de apetites, num tumulto desordenado de egoísmos, que se entrechocam, rasgam, dilaceram. O Progresso, marca-o a distância que vai do salto do tigre, que é de dez metros, ao curso da bala, que é de vinte quilómetros. A fera, a dez passos, perturba-nos. O homem, a quatro léguas, enche-nos de terror. O homem é a fera dilatada.» (da Carta-Prefácio de Guerra Junqueiro)

Raul Brandão (Os Pobres)

COMENTÁRIO

O excerto ”sobre a meditação” de Krisnamurti coloca-nos perante uma verificação curiosa ; de facto se o pensador e o pensamento é uma e a mesma coisa, então não existe o sujeito...aliás “existe” como pensamento. Assim sendo talvez a importância que nos atribui-mos enquanto sujeitos ou individualidades separadas do pensamento não passará de pura ilusão. Não deixa de ser fascinante por outro lado que a mesma verificação seja possível no estado meditativo ou melhor essa verificação em si é já um estado meditativo ou meditação. Outras questões este texto coloca, como por exemplo se o pensador e o pensamento é uma e a mesma coisa, então “quem ou o quê” é as duas coisas ao mesmo tempo....?. Ai a resposta pode tornar-se mais complexa pois não existindo um “proprietário” de tais características, só nos resta admitir que a “existência” existe numa consciência que é una, única e indivisível, ou seja, tudo é consciência, e a aparente divisão existente que “observamos” não passa de uma forma de “vêr” provavelmente associada aos condicionamentos da forma ou seja da matéria.

VDFF50

SOBRE A MEDITAÇÃO

“ Nós temos de compreender o facto de que o controlador é o controlado. O pensamento criou o pensador separado do pensamento que então diz “Eu devo controlar”. Assim quando vocês percebem que o controlador é o controlado, vocês eliminam totalmente o conflito. O conflito só existe quando há divisão. Nossa vida está em conflito porque nós vivemos com essa divisão. Mas essa divisão é falaciosa, não é “real”; “ela tornou-se um hábito nosso uma cultura nossa” “Assim quando percebemos esse facto (que o pensador é o pensamento) então todo o modelo do nosso pensamento sofre uma mudança radical e não há nenhum conflito. Essa mudança é absolutamente necessária se estamos meditando porque a meditação exige uma mente altamente compassiva e, portanto altamente inteligente, com uma inteligência que nasce do amor e não do pensamento astucioso.”

J.Krisnamurt

O QUE É A RELIGIÃO?

De início, portanto, em vez de perguntar o que é religião, eu preferiria indagar o que caracteriza as aspirações de uma pessoa que me dá a impressão de ser religiosa: uma pessoa religiosamente esclarecida parece-me ser aquela que, tanto quanto lhe foi possível, libertou-se dos grilhões, dos seus desejos egoístas e está preocupada com pensamentos, sentimentos e aspirações a que se apega em razão do seu valor suprapessoal. Parece-me que o que importa é a força desse conteúdo suprapessoal, e a profundidade da convicção na superioridade do seu significado, quer se faça ou não alguma tentativa de unir esse conteúdo com um Ser divino, pois, de outro modo, não poderíamos considerar Buda e Espinoza como personalidades religiosas. Assim, uma pessoa religiosa é devota no sentido de não ter nenhuma dúvida quanto ao valor e eminência dos objectivos e metas suprapessoais que não exigem nem admitem fundamentação racional. Eles existem, tão necessária e corriqueiramente quanto ela própria. Nesse sentido, a religião é o antiquíssimo esforço da humanidade para atingir uma clara e completa consciência desses valores e metas e reforçar e ampliar incessantemente o seu efeito. Quando concebemos a religião e a ciência segundo estas definições, um conflito entre elas parece impossível. Pois a ciência pode apenas determinar o que é, não o que deve ser, isso está fora do seu domínio, logo todos os tipos de juízos de valor continuam a ser necessários. A religião, por outro lado, lida somente com avaliações do pensamento e da acção humanos: não lhe é lícito falar de factos e das relações entre os factos. Segundo esta interpretação, os famosos conflitos ocorridos entre religião e ciência no passado devem ser todos atribuídos a uma apreensão equivocada da situação descrita.


Albert Einstein, in 'Ciência e Religião' (Out Of My Later Years)