16.12.05

TUDO O QUE EXISTE É FEITO DO ESPÍRITO E PELO ESPÍRITO

Tudo o que existe é feito do espírito e pelo espírito.
Não vemos o espírito; vemos a forma daquilo que é feito de espírito.
A forma é mutável e temporária. O espírito é eterno e imutável.
Assim, o espírito é a substância de tudo quanto existe.
Nós também somos assim: somos o espírito que aparece ( que se torna aparente, visível, ) graças à forma, ao corpo.
Porque somos espírito, somos a substância de todas as coisas. Aquilo que chamamos “eu” e a nossa “vida” é uma criação do “nosso” espírito.
Vamos chamar “consciência” ao espírito.
Consciência é uma palavra que não existia no tempo de Cristo.
Mas aquilo de que estamos conscientes é aquilo que criamos. Momento a momento. Aquilo de que estamos conscientes ganha forma. Aparece.
“O homem é aquilo que acredita que é, no seu coração”.
Aquilo que acredita, no seu coração.
Esta distinção expressa por Jesus Cristo é fundamental. Consciência não significa “pensamento”. Consciência é aquilo que realmente sinto e não aquilo que penso que sinto ou que penso que sou. É nisso que eu acredito: naquilo que realmente sinto.
Então, se aquilo de que estou consciente – de que estou ciente com, isto é, de que estou ciente com todo o meu ser, a que aderi com pensamento e sentimento, totalmente, - ganha forma, materializa-se, aparece, posso ser e ter tudo o que desejo. Porque tudo é feito dessa consciência e por essa consciência. Pelo espírito. Pelo Pai em mim.
Hoje, neste mesmo momento, sou e tenho aquilo que tenho acreditado ser e ter. E muito do que sou e tenho não é aquilo que desejaria ser e ter. E surge um problema: é que acredito que sou e tenho aquilo que sou e tenho.
Como sair desta contradição?
Por meio de uma crença básica: a de que, no momento em que me torno consciente de uma coisa, essa coisa torna-se real, nesse mesmo momento.
Esta é a crença básica. A de que o espírito, a consciência, é a própria realidade (substância) daquilo de que estou consciente. E que, nesse mesmo momento, essa substância começa a adquirir a forma que a tornará aparente.
E assim é, Amen, se outra crença contrária não vier destruir ou impedir essa formação. Por outras palavras, assim é, Amen, se eu compreender e acreditar que tudo o que não sou e não tenho é o que não fui e não tive em espírito e em verdade.

Isto é a lei. É assim, independentemente dos nossos méritos ou deméritos, de acreditarmos ou não acreditarmos nela.

Assim, o que é fundamental é perceber, acreditar, que, quando fechamos os olhos e nos vemos e nos sentimos a ter ou a ser o que desejamos, isso torna-se real nesse momento. Isso é real, porque é real em espírito e, porque é real em espírito, é em verdade. E, porque é real, porque já é real, nesse mesmo momento e não mais tarde, e não um dia, sentimos e agimos como sentiremos e agiremos logo que essa realidade assuma forma, aparência. As formas, as aparências que ainda nos rodeiam e parecem desmentir a realidade do que criámos em espírito, são apenas isso mesmo: aparências das nossas criações anteriores. Já não têm qualquer poder que as mantenha, porque a sua substância – a consciência que as mantinha – mudou. “Eis que torno tudo novo”. Se, acaso, julgamos por essas aparências, isto é, nos mantemos conscientes delas, então estaremos a recriá-las e a anular o que criámos. Olhámos para trás, como a mulher de Lot.

É interessante comparar o que acaba de ser escrito com o ensinamento de Jesus Cristo sobre a oração : Tu, quando orares, entra no teu secreto (no teu íntimo, na tua consciência ) fecha a tua porta ( fecha a tua consciência a todas as aparências indesejáveis) e ora ao Pai ( o poder da consciência) que vê no secreto ( que é a própria consciência daquilo de que estás consciente) e o Pai te recompensará publicamente ( fará aparecer em forma o que criaste pelo espírito, na consciência).

Orar é Agora. É a libertação da recriação das condições indesejáveis que fomos mantendo por continuarmos conscientes delas. É um novo começo. É nascer de novo, pelo espírito.
Obs: este texto é forma, palavras, mas, a palavra mata; só o espírito vivifica ( isto é, a consciência).


o espirito Posted by Picasa

1 Comments:

At 19 de dezembro de 2005 às 23:17, Anonymous Anónimo said...

Estou completamente de acordo com
este texto sobre o espirito.
Seus artigos sao incriveis, voce
expoe os assuntos de uma forma
tao simples .


Tatiana Paula

 

Enviar um comentário

<< Home